Uma ode a um campeão caído

Eu acho que às vezes nós como o MMA comunidade se enreda na máquina de marketing que é o UFC. Somos ensinados a celebrar o vencedor de uma luta, qualquer luta. Do jerker da cortina ao evento principal e descartar o perdedor. Para o lutador menos notável, isso é fácil. Mas o que é chocante é a efusão de descarte de um grande campeão como Stipe Miocic. No sábado à noite, Stipe lutou contra o que muitos não lutam de bom grado. Sim, há perguntas e críticas que virão dessa performance. Sim, Francis N'Gannou parecia o campeão que é agora, em uma atuação feroz e dominante.

O mais alarmante, entretanto, é como a história parece ser reescrita em um piscar de olhos ou no impacto de um punho de martelo. Pregar o caixão que contém a história da corrida de Stipe ao título, e sua defesa dele, é blasfêmia. Stipe é 14-4 é o UFC. Não é apenas um recorde que a maioria dos lutadores aspiraria alcançar. Mas para alcançar tal recorde em uma divisão tão tumultuada como peso pesado. Para reclamar o título correndo para trás nas profundezas do Brasil, o Rei Pesado do Brasil o perseguindo e defendê-lo mais vezes do que qualquer homem antes dele.

Para completar seu arco de história de perder o título para a DC. Voltando para acabar com ele e cravar um prego no caixão da trilogia. Ele marchou, capacete de fogo em um mão, luvas na outra - discutindo sobre a conversa de CABRA Peso-Pesado e apenas falando alto. Bombeiro, Marido, Pai e campeão dos Pesos Pesados ​​do UFC em uma luta que não foi apenas uma revanche, mas um confronto com o homem mais assustador do UFC.

Conforme a maré do MMA, Deus muda. Provou que Miocic não tinha as respostas para afastar o rei recém-coroado. O que acontece com Stipe sabemos que não sabemos. Uma reconstrução do título e uma correspondência de borracha são uma opção, mas o que ele decidir fazer. Devemos lembrar de todos os lutadores que terminam na chave perdida; que o estrago que sofrem, o sangue que derramam, as lágrimas que perdem só para chegar à posição de fazer a caminhada até aquele ilustre campo de batalha de 8 lados daquela arena naquela noite, merece, manda nosso respeito.

Stipe é um campeão e não devemos esquecê-lo enquanto aplaudimos e cobiçamos merecidamente o novo rei. Fim da era e início da era. Mas os reis nunca devem morrer na memória da congregação que os adora.

Sobre o autor

Harry Powell

Meu nome é Harry Powell. Acompanho o MMA há mais de 8 anos e tenho treinado alguma forma de Arte Marcial quase toda a minha vida. Desde que me mudei para Londres, optei pelo BJJ, predominantemente sem kimono, e venho treinando há cerca de 3.5 anos até o momento em que escrevo.

Obtenha 20% de desconto em nossa loja usando o código LOCKDOWN20Comprar Agora