somerset-bjj

Sobre Mim

Meu nome é Richard, sou um blogueiro em tempo integral, faixa-roxa de Jiu-Jitsu Brasileiro e entusiasta de artes marciais mistas.

Comecei o Attack The Back em 2014 como uma aventura divertida para documentar meu treinamento e compartilhar minha experiência ao redor do mundo, mas eu nunca soube que iria terminar aqui. Desde que comecei este blog, tive a oportunidade de conviver com alguns dos melhores lutadores de Jiu-Jitsu e artes marciais mistas do mundo. Olhar! Sou eu com o ex-campeão do UFC e Strike Force “Smooth” Benson Henderson, na pesagem Polaris Professional Jiu-Jitsu Invitational.

Como comecei o treinamento?

Em 2011, eu trabalhava em um call center e sentia que não tinha um chamado verdadeiro na vida. Minha rotina do dia a dia era algo assim.

  1. Acordar
  2. Vá trabalhar por 8 horas
  3. Volte para casa do trabalho
  4. Vá à Internet
  5. Tirar uma soneca
  6. Volte na internet
  7. Ir para a cama

Enxágue e repita 5 dias por semana, onde eu saía nos fins de semana, bebia e comia uma comida horrível. Eu estava ganhando peso, perdendo o entusiasmo pela vida e precisava mudar alguma coisa.

Quando eu era adolescente, costumava assistir a episódios antigos de Cage Rage quando meus pais estavam fora à noite e na universidade, muito do meu tempo era gasto assistindo a lutas aleatórias do UFC, Brock Lesnar x Frank Mir foi um dos meus memórias mais antigas. Eu realmente gostei da ideia de artes marciais mistas, mas a ideia de levar um soco no rosto não parecia muito atraente.

Na minha mesa um dia lembro-me de uma conversa que tive com um amigo chamado Rob Taylor, que na época era faixa-roxa de Jiu-Jitsu Brasileiro, ele sempre falava sobre como era incrível, etc, e agora ele é preto cinturão de Braulio Estima e instrutor em tempo integral em sua própria academia.

Minha primeira aula

Minha primeira aula foi na Gracie Barra Swansea, também conhecida como Academia Chris Rees, com uma aula ministrada por um alegre faixa-roxa. Lembro-me de mal ter feito o aquecimento e de ter sido emparelhado com outro iniciante para perfurar. Na hora achei que ia saber um pouco porque vinha assistindo lutas no UFC, mas me enganei muito. A primeira técnica que aprendi foi um armlock do Monte, e de lá rolamos, também conhecido como sparring ao vivo.

Minha primeira experiência de rolamento é algo que nunca esquecerei e é algo que sempre tento fazer quando rolo com iniciantes. Eu estava emparelhado com um faixa-azul na época e ele me ensinou o tradicional “Tapa de Mão, Golpe de Punho, Luta” que inicia cada lançamento. Repassamos a posição do armlock e ele me mostrou alguns outros fundamentos. A partir daí, fiquei viciado, treinava duas vezes por semana na academia até voltar para casa.

Continuando minha jornada

Mudei-me para Somerset, onde acabaria por encontrar minha casa permanente no Jiu-Jitsu. Eu caçava de alto a baixo por uma aula e encontrava um Jiu-jitsu tradicional que também era disputado por dois faixas roxas na época. O treinamento consistiria em metade do menos sendo técnicas tradicionais de Jiu-Jitsu japonês e técnicas de Jiu-Jitsu brasileiro. Tudo isso acontecendo em uma pequena sala no andar de cima do YMCA local.

Desde os dias do YMCA, saímos do YMCA e montamos uma academia dedicada chamada Fightworx Taunton, onde posso treinar Jiu-Jitsu e participar de sessões de MMA.

Como o ataque começou?

Então, desde os dias de call center e telefonia, caí no mundo do Marketing Digital e da Otimização de Mecanismos de Busca, e o Attack The Back era uma forma de praticar minhas técnicas de trabalho e compartilhar minhas experiências com o mundo.

Como eu disse antes, este era apenas um pequeno projeto, que me ajudaria a ganhar mais experiência e melhorar minhas técnicas, mas à medida que o número de leitores do blog crescia, crescia também o tempo dedicado a este projeto. Eu me descobri trabalhando em meu projeto quase todas as noites e depois trabalhando por um dia inteiro de 8 horas. Antes que eu percebesse, meu blog tinha um número de seguidores de mídia social de 27 mil e eu estava trazendo mais de 25 mil visitantes por mês. Nada mal para um hobby de meio período.

À medida que meu nome cresceu e descobri que meu trabalho e minha fotografia eram cada vez mais apresentados em outras publicações de grande nome do Jiu-jitsu, como Jiu-Jitsu Time, BJJ Style e BJJEE, decidi tomar a difícil, mas emocionante decisão de transformar isso projeto de meio período em meu empreendimento de tempo integral.

O que você pode esperar do ataque pelas costas?

Com mais tempo dedicado ao Attack The Back você pode esperar os melhores artigos e reportagens sobre as últimas notícias sobre o Jiu-Jitsu Brasileiro e as Artes Marciais Mistas. Traremos para você entrevistas mais detalhadas com lutadores em ascensão, análises detalhadas de produtos e muito mais!

Tenho 8 anos de experiência nesta arte marcial, com muito conhecimento para compartilhar. Quero ajudá-lo a obter o máximo de sua experiência de treinamento e ajudá-lo a apontar na direção certa de sua jornada. Se quiser entrar em contato e me contar sobre sua jornada, pode entrar em contato comigo aqui.

Obtenha 20% de desconto em nossa loja usando o código LOCKDOWN20Comprar Agora