A História do Jiu-Jitsu Brasileiro

As artes marciais podem ser consideradas como a 'arte do combate', independentemente disso, muitas artes marciais foram concebidas como uma forma de se defender dos atacantes ao invés de serem o instigador.

Existem diferentes pontos de vista sobre a origem das artes marciais. Lá, a antiga arte marcial Ku'ialua foi introduzida no Havaí pelos taitianos por volta de 1300 e um estilo de luta ainda mais antigo chamado Kalaripayattu da Índia. É este último que muitos historiadores acreditam ter sido a forma que se espalhou pela China para criar o Kung Fu.

Neste tempo havia um monge budista baseado no sul da Índia que aprendeu esta arte em particular e a levou para a China com ele. Ao promover o budismo para os chineses, ele também lhes ensinou Kalaripayattu, mas com algumas mudanças. Com o tempo, a arte marcial foi adaptada e alterada e se tornou o que hoje é conhecido como o estilo de Kung Fu usado pelos monges Shaolin. 

Como surgiu o Jiu-Jitsu Brasileiro?

Para isso, você teria que olhar para o Japão na época do Samurai ou Bushi. Esses guerreiros usavam equipamentos pesados ​​e lutavam com espadas e outras armas em combate. Eles tinham um código de conduta chamado Bushido isso significava que eles deveriam expressar lealdade ao seu mestre, agir com ética e respeito e ter forte autodisciplina. Como o Kung Fu, muitos Samurais também tinham uma conexão com os ensinamentos do Budismo.

Apesar de suas armas e reputação temível, eles podem ficar desarmados durante o combate. Para combater isso, eles precisavam de uma forma de defesa adequada em batalha. Assim surgiu o Jiu-Jitsu. 

Jiu-Jitsu ou Judo?

Jiu-Jitsu e judo são semelhantes, mas não iguais, e foram desenvolvidos por motivos diferentes. Durante o período feudal no Japão, era necessário um estilo que pudesse ser usado com eficácia. Uma vez que essa era acabou, havia pouco uso dele da mesma forma, então foi adaptado. Jigoro Kano que já era um bom praticante de Jiu-Jitsu, desenvolveu um novo estilo e o chamou de Kodokan Judo.

Este novo estilo mais tarde se tornou a arte marcial nacional do Japão e foi ensinado a policiais. A principal mudança entre os dois estilos é a falta de base no Judô. O estilo se popularizou como esporte e forma de autodefesa. Mais tarde, durante a Segunda Guerra Mundial, a arte marcial se tornou popular entre os soldados americanos, que a levaram de volta aos Estados Unidos e ensinaram outros. 

Jiu Jitsu brasileiro

Jigoro Kano decidiu enviar seu melhor aluno, Mitsuyo Maeda para a América para representar o Kodokan Judo. Porém, ele se sentiu incomodado no país e decidiu se mudar para o Brasil.

Mitsuyo Maeda era praticante de Jiu-Jitsu clássico e também de judô. Ele também havia treinado em luta move-se durante algum tempo na Inglaterra, junto com alguns de seus próprios movimentos. Nesse período, Maeda decidiu dar aulas de Jiu-Jitsu a Carlos Gracie. Maeda foi recebido pelo pai de Carlos Gracie, que o ajudou a se instalar no país. Por esse motivo, ele optou por transmitir seus conhecimentos. 

A Família Gracie e BJJ

Carlos Gracie passou seus conhecimentos e habilidades recém-adquiridas para seus irmãos. e então abrindo sua primeira escola. É assim Jiu Jitsu brasileiro apareceu pela primeira vez. O estilo que aprenderam foi adaptado e alterado para se adequar às suas próprias ideias e eles criaram um novo esporte de luta.

O esporte foi passado de família e com o advento do UFC e MMA, O Jiu-Jitsu Brasileiro se espalhou pelo mundo, tornando os Gracies alguns dos as pessoas mais ricas do BJJ

Tempos Modernos

Em 1993, o Ultimate Fighting Championship foi lançado. Co-fundado por Rorion Gracie, incluía um grupo de lutadores de diferentes gêneros de luta, incluindo Karate, Kung Fu, Wrestling e Muay Thai. A ideia era que um dos argumentos mais antigos dos fãs de luta poderia ser resolvido; 'qual estilo de arte marcial é o melhor', ou 'Bruce Lee pode dar um chute na bunda de Muhammed Ali' se você preferir.

Royce Gracie representou o BJJ e venceu o primeiro torneio ao fazer seus oponentes finalizarem. A ideia era o UFC original seria um evento único, mas era tão popular que se tornou um evento regular com Royce vencendo 3 dos 4 primeiros torneios. 

Os lutadores começam a se adaptar ao BJJ

Depois que o mundo começou a ver o Gracie Jiu-Jitsu em ação, ele começou a receber muito mais atenção. Os lutadores não participam mais desse tipo de torneio aderindo a um estilo, mas começaram a aumentar seu repertório. O Jiu-Jitsu é um dos mais populares pelo trabalho de base que envolve e pela capacidade de finalizar os adversários.

Essa mudança nos estilos de luta levou à criação de Artes marciais mistas, embora as origens mais verdadeiras estejam nos dias da Grécia Antiga e das Olimpíadas. Hoje O MMA é um esporte extremamente popular que está alcançando o boxe e assistido em muitos países e está crescendo o tempo todo. 

Como está o estado do Jiu-Jitsu brasileiro agora?

Ela continua a crescer e pode ser a arte marcial mais popular ou pelo menos a mais reconhecível do planeta em breve. Um dos principais motivos da popularidade é o UFC e o MMA. O estilo foi adotado por muitos lutadores e depois é visto na televisão e na internet por milhões. Se você quer saber como se tornar um lutador de MMA então aprender BJJ é uma boa ideia.

Outra razão pela qual ele ganha popularidade é que é uma forma realista de autodefesa. Algumas artes marciais têm chutes de ótima aparência, mas nem todos esses movimentos são bons na vida real para o praticante médio. 

Palavras finais

Os guerreiros japoneses criaram o Jiu-Jitsu e por meio de Maeda e da Família Gracie, O Jiu-Jitsu brasileiro foi criado. A diferença entre os dois estilos é que um é uma arte de combate da vida real e o outro se inclina mais para o esporte e a autodefesa. O BJJ é uma ótima maneira de entrar em forma e aprender movimentos práticos para se manter seguro em caso de perigo. A única coisa decepcionante é que a luta entre Royce Gracie e Mike Tyson nunca aconteceu. Isso teria sido um concurso único.

Sobre o autor

Avatar

Richard Presley

Faixa-roxa do Jiu-Jitsu Brasileiro, Richard é o dono e principal escritor de Attack The Back. Verifique meu Sobre mim Page para saber mais!

Obtenha 20% de desconto em nossa loja usando o código LOCKDOWN20Comprar Agora